Moda · Random

A Hipermodernidade e o Mercado de moda.

No atual período no qual nos encontramos, a hipermodernidade é
abordada principalmente no estilo de vida de uma sociedade e seus hábitos de
consumo. O consumidor é influenciado pelo meio no qual se encontra e pela
oferta de produtos que o cerca.


O consumo gera um prazer para quem o desfruta, assim como status
social. O consumidor visa através de seus objetos se sentir parte de um grupo e,
assim ser reconhecido. Assim também são inseridas as tendências de moda,
como um divisor de status social. Aquele que acompanha a moda de sua
geração ganha seu status por merecimento, mas também aumenta a
competitividade á medida que tem semelhantes que partem de um mesmo
princípio comum: ascensão social.
Uma tendência recente de moda foi muito bem representada neste tema:
o branco. Peças da cor, ou em tons claros, foram inseridas como tendência
primeiramente em países da Europa, Ásia e América do Norte. Houve uma ótima
aderência, e grande parte da produção mundial têxtil se baseou nessa diretriz.
No Brasil, primeiramente, esse tipo de vestimenta (branca, cores claras), remetia
principalmente às pessoas ao tipo de roupa necessária no ambiente de trabalho
da área da saúde.
Historicamente no Brasil, a cor branca na moda tem como principal figura o estereótipo do malando carioca do início do século XX. Os malandros representavam em suas vestes brancas sua soberania aos demais de seu grupo social, uma vez que eles lutavam por esporte e, o participante que perdesse, caia no chão, fazendo com que suas roupas
deixassem de serem brancas. Logo, suas roupas brancas requeriam zelo e
cuidados para manterem sua cor e limpeza.
Após uma personagem famosa de novela apresentar um poder aquisitivo
elevado e, reconhecimento por seu guarda-roupa, Carminha (personagem da
atriz Adriana Esteves) cativou o público brasileiro com suas icônicas roupas
brancas no horário nobre em Avenida Brasil.
A personagem é de origem humilde, mas que ganhou status social após
seu casamento, e uma vilã mascarada para os outros personagens de núcleo
próximos à ela através de seu figurino lúdico e romântico, e peças de marcas de
luxo como Michael Kors, cobiçadas por mulheres do público A/B do país.
Dessa forma, Carminha conquistou o mercado de moda brasileiro,
fazendo então com que o consumo de roupas brancas – já reconhecida por seu
cuidado requerido no inconsciente coletivo, considerado artigo de luxo –
aumentasse, fazendo então com que o Brasil aderisse à tendência já global.

Image
(foto: TV Globo)
Podemos então concluir que o consumidor brasileiro é influenciado por
seu meio, mas também pelo veículo de principal alcance do país: a televisão. E
fazendo assim com que o consumo do público seja influenciado pela forte
presença cultural da novela no Brasil.

Advertisements

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s